Digital: A Love Story. Histórias de amor combinam com jogos eletrônicos?

Utilizando a linguagem do “usuário de computador em uma máquina antiga”, a desenvolvedora independente Christine Love criou há dois anos essa história, que se desenvolve de forma epistolar por emails e pelos extintos Bulletin Board Systems (BBSs). Além dessa maneira bastante incomum de contar essa história, a autora lança mão do meio para fazer uma homenagem às antigas estruturas que formavam a atual internet, com direito a barulho de modems dial-up e contagem de HD na casa dos kilobytes. O aspecto é visivelmente inspirado nos computadores Macintosh de outrora, e existe uma representação interessante do protagonista, sem uma imagem ou personalidade muito bem definidas.

No entanto, esse protagonista é tão ambíguo que acaba revelando-se uma faca de dois gumes: por um lado, garante que o jogador mantenha-se sempre em contato com seu avatar, sentindo-se parte da história, por outro lado, descamba para uma interação pobre, prejudicada pela mecânica de respostas pré-determinadas invisíveis para o jogador. É um ponto negativo que prejudica a narrativa, mas não impede que você aproveite a história – que é curta, aliás – e entre em uma estranha aventura no ano de 1988.

Esse jogo é gratuito, e você pode encontrar mais detalhes sobre o desenvolvimento dele e sobre outras obras da autora no blog dela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s